DIARIO DA ILHA: É O AMOR: Marido mata companheiro homossexual. POR LIMA K LIMA

.

.

sábado, 16 de novembro de 2019

É O AMOR: Marido mata companheiro homossexual. POR LIMA K LIMA

Marido mata cantor de forró a facadas e depois comete suicídio em Itupiranga no sudeste do Pará.
Durante a madrugada do dia (14), por volta de 5 horas da manhã, o homossexual Moisés dos Santos Silva, de 27 anos, de nome social, Moisés Sarraf, foi morto com vários golpes de faca, pelo seu companheiro, de nome Edilson Alberes Aguiar da Silva, de 31 anos, em uma residência, localizada na Rua Ipiranga, bairro Vitória, Centro da cidade de Itupiranga, sudeste do Pará. De acordo com as primeiras informações, os dois estavam ingerindo bastante bebida alcoólica, desde cedo, e discutindo em voz alta. De acordo com pessoas próximas da família, durante a madrugada, Moisés foi ouvido, clamando por socorro. Uma vizinha teria ligado para a polícia e foi orientada a esperar “as coisas” se acalmarem. No entanto, pela manhã, os dois foram encontrados mortos. Edilson Aguiar teria matado Moisés Santos e depois tirado a própria vida.
De acordo com a Polícia Civil, Edilson Aguiar nutria um amor doentio pelo cantor de forró, chegando ao ponto de cortar o próprio pulso durante uma briga do casal. Segundo uma irmã de Moisés, o assassino sempre falava que se mataria se não ficasse com Moisés Santos. Na noite anterior, a dupla foi a uma festa, retornou de madrugada, Edilson Aguiar saiu para comprar bebida e Moisés Santos ficou em casa. Minutos depois aconteceu a tragédia. “Moisés Sarraf” se intitulava nas redes sociais de “Mullekim Forrozeiro” e “Garoto Boy”. Ele foi morto com várias facadas, desferidas no tórax, abdômen e braços. O forrozeiro estava iniciando a carreira de cantor e trabalhava nas noites de Itupiranga, animando bares, restaurantes e casas noturnas. A 21ª Seccional de Polícia Civil de Marabá (PA) não descarta outras linhas de investigação, pois Edilson Aguiar possuía um histórico de violência em seus relacionamentos amorosos.
Com as devidas informações do www.debatecarajas.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário