DIARIO DA ILHA: O Declínio do PMDB

.

.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

O Declínio do PMDB

 PMDB perde espaço na Assembleia 
Publicação: O Imparcial


O Partido do PMDB sai fragilizado da composição das Comissões na Assembleia Legislativa do Maranhão. Das doze, o partido ocupou cinco, com exceção das mais cobiçadas, que são a de Orçamento e de Constituição e Justiça da Casa. Na legislatura passada, o presidente da Comissão de Orçamento, por exemplo, era o deputado Roberto Costa (PMDB), que teve papel de destaque na elaboração da LOA 2015. Agora, o espaço do partido é restrito.

A Deputada Andrea Murad afirmou que não participou do processo de composição das Comissões. “Depois da eleição da presidência, que não concordei com o posicionamento do partido, eu me mantive afastada da questão das Comissões”, disse. Apesar de não ter votado no presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT), ela declarou que esperava que o partido tivesse negociado formalmente mais espaços dentro da Casa. “Pensei que após a eleição de presidente tivesse um acordo formal, que deixasse o PMDB em uma situação melhor. Primeiro pensei que o partido fosse ter um lugar na Mesa e que garantisse um lugar melhor nas Comissões”, opinou.

Ela disse que a motivação principal do partido em ter votado no presidente era a de garantir a proporcionalidade do partido nos espaços da Casa, que figura como um dos maiores da Casa, com parlamentares eleitos. “A alegação do partido em ter votado no Humberto era conseguir espaço na Mesa e ter espaços nas Comissões”, enfatizou.

A deputada questionou se está valendo a pena o posicionamento adotado pelo partido. “Se não houver mudanças nas Comissões, você poderá perceber que o partido ficou em uma situação fragilizada. De que valeu?”, interrogou Andrea Murad.

A reportagem tentou contato com o líder do partido na Assembleia, Deputado Roberto Costa (PMDB), mas até o fechamento desta edição não obteve retorno. O contato também foi feito sem sucesso com os outros membros da legenda, os deputados Max Barros (PMDB) e Nina Melo (PMDB).


Patrocínio 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário