DIARIO DA ILHA: Mais uma execusão do EI

.

.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Mais uma execusão do EI

EUA confirma morte de americana refém do Estado Islâmico

Kayla Jean Mueller era voluntária e foi capturada na Síria.

 O governo dos Estados Unidos confirmou nesta terça-feira (10) a morte de uma voluntária americana que estava em poder dos terroristas do Estado Islâmico.
Para provar que Kayla Mueller está mesmo morta, o grupo Estado Islâmico enviou fotos à família. Na última sexta-feira (6), os terroristas divulgaram que Kayla morreu em um prédio, na Síria, bombardeado por jatos da Jordânia. O país é aliado dos Estados Unidos e aumentou os ataques aéreos contra o Estado Islâmico depois que o grupo divulgou o vídeo com o assassinato bárbaro do piloto jordaniano Moaz al-Kasasbeh, queimado vivo.

O governo americano já tratava o caso como uma tentativa de colocar os Estados Unidos contra a Jordânia. Até agora, não há nenhuma confirmação oficial sobre quando ou como Kayla morreu. Mas as autoridades dizem que os únicos responsáveis são os terroristas.

Kayla, de 26 anos, fazia trabalhos voluntários e foi capturada na Síria em agosto de 2013. Nesta terça-feira (10), a família divulgou uma carta que teria sido escrita há quase um ano. Nela, Kayla, de 26 anos, dizia que estava em um lugar seguro e que era tratada com respeito.

O presidente Barack Obama vai pedir ao Congresso autorização para o uso de força militar contra os terroristas, mas ainda não se sabe se isso vai incluir o uso de tropas terrestres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário