DIARIO DA ILHA

.

.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

VÍDEO: Ex-atriz da Globo afirma ter feito macumba para atuar em novelas.

A ex-atriz Simone Carvalho fez macumba e seis aborto antes de se converter, quando estava no auge da carreira nos anos 80.
Simone Carvalho, ex-atriz da Rede Globo, revelou em entrevista ao “TV Fama”, da RedeTV!, que fez macumba para atuar em novelas. A ex-atriz que fez muito sucesso nos anos 80 atuando em novelas como Cabocla (1979), Coração Alado (1980), Paraíso (1982) e Tieta (1989), revelou que fez coisas das quais se arrepende. “Eu sou muito radical. Fui uma atriz muito radical e radicalmente eu me converti. Me tornei Bacharel em Teologia”, afirmou. Ao todo foram 9 novelas e 7 filmes, mas ela afirma que se fosse convidada para trabalhar novamente na Rede Globo não aceitaria. “Como é que eu me vejo beijando na boca de um personagem e pregando a Palavra de Deus num púlpito?”, questionou. Simone, hoje com 57 anos, revelou que buscou ajuda espiritual para atuar como protagonista de novelas. “No momento que sempre acontece, quando se dá um tempo… você não é mais chamada para nada e vai buscar uma ajuda. Eu fui”, disse. “Não faria nada que agredisse as leis de Deus — mulher com mulher ou homem com homem. Eu não conseguiria viver esse personagem. Gostaria muito de fazer as novelas da Record, porque são bíblicas”, contou. A ex-atriz contou que quando foi esquecida e parou de ser chamada para novos papéis recorreu à macumba. “Eu já era conhecida, mas fiquei triste de ser esquecida na época. A pessoa [o macumbeiro] até perguntou se eu queria fazer mal pra alguém. Eu disse que não. Talvez eu tenha falado ‘poxa, se é pra marcar uma volta, que seja num papel principal’. Foi nessa época”, explicou. Ela também contou que acabou fazendo seis abortos, mas que reconhece o seu erro e que se arrepende muito. “Eu vou pagar um preço muito alto por isso. Eu descartei seis almas e vou pagar por isso”, declarou. A ex-atriz reconhece a mudança que Deus fez na sua vida, após ter cometido tantos erros. ”Os seus sonhos não devem ser seus, mas sim os sonhos de Deus”, concluiu.
VEJA O VÍDEO

terça-feira, 15 de agosto de 2017

5 VÍDEOS: Festa de formatura termina em quebra-pau no Maranhão.

Briga generalizada em formatura do curso de enfermagem acaba na delegacia.
O que seria a noite de “gala” para formandos se transformou em um cenário de guerra, na noite do último sábado (12). Nos vídeos abaixo mostra uma confusão generalizada numa casa de eventos localizada na rua do Aririzal, em São Luís-MA. Em meio à confusão as imagens também mostram troca de soco, pontapés e cadeiras sendo arremessadas entre homens. Poucos mais de 30 segundos do vídeo, também parecem duas mulheres, uma delas aparentemente formando, saindo no tapa e pessoas em volta tentando apartar.
Os formandos foram reclamar da agência contratada, a Momento Único que o contrato não estava sendo cumprido e alguns foram barrados por seguranças quando se dirigiam à cozinha. Aí o pau cantou. Os funcionários da agência se esconderam com medo e a confusão se generalizou no salão. Esposos começaram a agredir suas companheiras e as mulheres se mataram nas porradas. A confusão só acabou com várias formandos na delegacia, alguns com hematomas no rosto.
VEJAM OS VÍDEOS
video
video

IMAGEM FORTE: Esposa corta pênis do marido chifrador.

Mulher corta no tronco o pênis do marido após descobrir que estava sendo traída por ele.
Um homem teve o seu pinto decepado pela sua esposa após ela descobrir que ele estava metendo chifre nela. O caso aconteceu na cidade de Capim Grosso, na Bahia. De acordo com as informações, ao descobrir a traição ela se manteve em silêncio, ou seja agiu normalmente, mas a noite quando ele dormiu ela pegou uma faca e decepou o pênis do marido. Após deixar o marido sem pinto ela fugiu, sem deixar pistas, já ele foi levado para a UPA da cidade, com o pinto dentro de um saco , sem chances de ser colocado no local. os médicos já informaram que o homem vai ficar sem o pênis. Esse não chifra mais ninguém.
Com as devidas informações de www.cozinhandoogalo.com

HAJA BALA: PM mata a namorada, a sogra, a mãe e se mata.

Soldado da PM mata a namorada, a sogra, a mãe e recorre ao suicídio.
Um soldado da Polícia Militar (PM) matou a namorada, a sogra, a própria mãe e cometeu suicídio em Minas Gerais. Os crimes ocorreram entre a madrugada e manhã deste sábado. De acordo com Polícia Militar (PM), Igor Quintão Vieira, de 23 anos, matou Aline Guimarães Rodrigues, de 34 anos, que também é soldado da PM e a mãe dela, Elisabete Guimarães Rodrigues, de 66, em Divinópolis, no Centro-Oeste do estado. O casal fazia o curso da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos em Belo Horizonte e estava de folga na cidade onde Aline morava. Já a mãe do militar, Eloiza Santa Quintão Vieira, de 48 anos foi morta em Rio Pomba, na Zona da Mata, onde morava e também onde o soldado se matou em seguida. Conforme o major Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da PM de Minas Gerais, antes de matar a mãe, o militar enviou uma mensagem pelo WhatsApp para o irmão pedindo desculpas por não ser forte e confessando que havia matado a namorada e a mãe dela em Divinópolis. “Na mensagem, ele confessou a morte da sargento Aline e da mãe dela e disse que não aguentaria ver o sofrimento da mãe e, por isso, também teria que matá-la”, contou o policial. Ainda segundo o major, a princípio, a motivação do crime seria passional. “Ambos eram bons policiais e sem histórico de problemas. O caso será investigado”, conclui. Os corpos da militar e da mãe dela foram encontrados dentro de um quarto na manhã deste sábado com marcas de tiros de revólver calibre 38. De acordo com o capitão Leonardo Tagliate, comandante da 293ª Companhia do 21º Batalhão da PM, unidade que faz o policiamento em Rio Pomba, a corporação foi chamada na manhã deste sábado após parentes encontrarem mãe e filho deitados na cama, sendo que o militar segurava um revólver calibre 38. Tagliate disse que cada um foi atingido por um disparo. “Inicialmente, o que dá para entender da cena é que o militar teria matado a mãe e cometido o auto-extermínio em seguida”, diz o capitão. A investigação terá como objetivo descobrir se o tiro realmente partiu da mão do militar, se havia uma terceira pessoa na cena do crime ou até mesmo se a dinâmica foi diferente apenas com os dois dentro de casa. Ainda segundo o capitão Tagliate, o soldado da PM servia em Belo Horizonte e tinha ido à casa da mãe, que mora em Rio Pomba. Atualmente, ele fazia o curso da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, que fica na Academia da Polícia Militar, no Bairro Prado, Oeste de BH, e por isso não estava atuando no serviço operacional. Ele já tinha atuado no 22º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento de parte da zona sul da capital mineira. De acordo com a PM, parentes não informaram nenhum problema prévio entre mãe e filho e colegas de turma do futuro sargento também foram consultados, não destacando nenhum tipo de problema do soldado que pudesse ter motivado o crime. A Polícia Civil informou que a previsão é que o laudo da perícia seja divulgado em um prazo médio de 30 dias e as investigações já iniciaram.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

DIA DOS PAIS NEGRO: Pai mata a mãe e a filha e depois se mata.

Adolescente é morta pelo pai pouco depois de homenagem.
A homenagem de Anna ao pai (Reprodução/Facebook)
Segundo informações do boletim de ocorrência, o crime que também vitimou a mãe da menina se deu após uma discussão familiar. O agente penitenciário Ronaldo da Silva Correa, de 48 anos, se suicidou depois de matar a esposa Rosicleia da Silva, 46, e a filha Anna Victória Correa, 18, neste domingo (13). Pouco antes, a adolescente havia publicado no Facebook uma homenagem a ele pelo Dia dos Pais. O caso aconteceu na pequena cidade paulista de Guaraci, a 460 quilômetros da capital. Segundo informações do boletim de ocorrência, Correa efetuou onze disparos antes de atirar em si mesmo após uma discussão familiar – ouvida por vizinhos por volta das 16 horas.
Informações preliminares dão conta de que a adolescente foi atingida por outros três disparos quando já estava caída no chão. O homem foi encontrado pelos policiais ainda vivo e transferido para a Santa Casa de Barretos, mas faleceu por volta das 21 horas. O filho mais novo do casal, de 5 anos, presenciou a cena e correu até os vizinhos, que chamaram a polícia. Até a decisão da Justiça, ele deve ficar sob a guarda de familiares que vivem em uma cidade vizinha. Os três estão sendo velados juntos na tarde desta segunda (14) no Cemitério Municipal de Guaraci. O caso segue sob investigação da polícia local.